Genealogia – O desafio Parte III – Buscar é Preciso

É uma aspiração muito forte dos filhos quererem conhecer mais que os pais e avós. Quais são os ascendentes que nos legaram um nome e uma série de características? Qual o país e cidade de origem? Como e quando chegaram no Brasil? É a genealogia presente em todas as famílias e desde alguns anos nas buscas familiares Bortolini.  Na realidade da migração dos mesmos pelo mundo afora, especialmente num  período  histórico conturbado pelos conflitos e pelas carências, não facilitam, hoje, acessar às poucas documentações ainda existentes e disponíveis. Ocorre, igualmente, que o nível cultural dos Bortolini que aportaram no Brasil e em outros países, deixam muito a desejar por uma série de motivos sobejamente conhecidos. Diversos estudiosos conseguiram pesquisar e publicar obras que, sendo obviamente limitadas, trazem luzes para que mais estudos sejam feitos visando penetrar na escuridão do passado parental. No caso da imigração italiana, em função de muitas causas, as buscas de documentos e testemunhos são reduzidos. Buscar e investigar sempre mais é  o caminho.  O que “facilitou” a busca e pesquisa nos últimos anos foram os cartórios, os arquivos históricos, os depoimentos de pessoas e documentos das famílias. Igualmente, houve a disponibilização de arquivos eletrônicos, suportes de acesso e formatação com a posterior divulgação tanto impressa como eletrônica.  A AFB tem desenvolvido diversas atividades visando suscitar e manter o cultivo das relações parentais. As publicações lançadas em momentos festivos – livros e hinos, disponibilizados no site familiabortolini.com, podem ser conhecidos e adquiridos.

danca
Foto tirada na VI Festa da Família Bortoliniqueima 48h.

Agora, algo mais está sendo disponibilizado – a genealogia de apenas alguns grupos da família Bortolini. O tema vinha sendo tratado e estudado pela Comissão Coordenadora e por voluntários mais que curiosos. Nesta galeria estão os que publicaram livros e os que se dedicaram aos recursos eletrônicos. Sem desmerecer outros há um trabalho a ser conhecido pelos que levam direta ou indiretamente o nome Bortolini. Um passo importante no tema foi matéria do Informativo  da AFB Nº 17/julho 2010. É dever, mais que conveniência, conforme objetivos do Estatuto e Regimento da AFB destacar, apoiar e publicar os trabalhos realizados e seus respectivos autores. Os passos dados via eletrônica resultaram no uso de programas como o MyHeritage, base para estruturar o que se considera uma árvore genealógica. No trabalho aparecem Edgar, Cristina e Felipe Bortolini, Rudinei Bortolini e Dario Danilo Bortolini Júnior. Há mais trabalhos um pouco isolados mas preciosos que, aos poucos e depois de uma sistematização e formatação eletrônica, com  a permissão de seus autores serão disponibilizados no site.